Arquivos de tags: opinião

O Fim da Zona de Conforto e a Orkutização do Nazismo

(Ou Porque eu Defendo as Vaias em Shows)

Mulheres denunciam maus tratos por homens de maneira organizada? Feminazis! Homossexuais se organizam para reivindicar igualdade de direitos? Gayzistas! Fica incomodado porque as o escrevem errado na Internet? É um Gramar Nazi! Não gosta de axé e vaiou a apresentação da Cláudia Leitte no Rock In Rio ou criticou o show no Twitter? Você pode estar sendo nazista!
É isso mesmo. Eis a exata frase de cantora Cláudia Leitte em seu blog: “Não gostar de Axé é normal! Anormal é achar-se superior porque conhece John Coltrane ou porque adora o Metallica. Procurem no Googlesobre a história de um ariano que se achava superior aos judeus…”. Tudo isso porque ela deve ser irritado muito com os comentários negativos de várias pessoas em relação à sua apresentação, por mais que ela não queira admitir.

Continue lendo

Bitolamento Agudo, um mal comum

Sempre tive aversão à bitolados.

Política, religião, futebol, sexo ou qualquer outro assunto. Gente que embala na conversa e a partir desse momento, não existe mais nada no mundo além do que ele considera verdade absoluta.

Contrarie-os, e nesse exato momento sinta o ódio e rancor atravessarem seu coração. É como se fosse pecado ter uma opinião diferente da deles. Discussão saudável sobre diferentes pontos de vista? Esqueça. Ele está certo, e ponto.

Eu? Abstraio. Sei que não vai resultar em nada tentar discutir o tema. Escuto quieta e deixo aquele blá blá blá todo entrar por um ouvido e sair pelo outro.

E o que é pior? No fim das contas, a pessoa pode até estar certa ou ter um ponto de vista legal sobre o tema. Mas o simples fato de ela ser bitolada e não aceitar críticas me bloqueia. Crio uma barreira invisível sobre o tema para aquele momento. Perde-se credibilidade quando se fala demais e quase nunca está disposto a ouvir os outros.

Engraçado como a maioria dos bitolados prega o valor da individualidade do ser humano, e no fim das contas procura pessoas em comum. Os mesmos gostos, as mesmas opiniões. Convivência fácil, dificilmente haverão discussões. COME ON!

O bom da vida é discutir, compartilhar, celebrar as diferenças. As melhores noites de minha vida foram regadas à cerveja numa mesa rodeada de pessoas com opiniões adversas. E várias discussões acaloradas. É normal pensar diferente. É normal mudar de opinião. É certo ouvir o que os outros pensam sobre determinado assunto.

Deixe de ter Bitolamento Agudo, e aprenda a conviver com diferenças. Ninguém disse que ia ser fácil. Mas faça o melhor de si.

E SaiDaqui!

%d blogueiros gostam disto: