O Fim da Zona de Conforto e a Orkutização do Nazismo

(Ou Porque eu Defendo as Vaias em Shows)

Mulheres denunciam maus tratos por homens de maneira organizada? Feminazis! Homossexuais se organizam para reivindicar igualdade de direitos? Gayzistas! Fica incomodado porque as o escrevem errado na Internet? É um Gramar Nazi! Não gosta de axé e vaiou a apresentação da Cláudia Leitte no Rock In Rio ou criticou o show no Twitter? Você pode estar sendo nazista!
É isso mesmo. Eis a exata frase de cantora Cláudia Leitte em seu blog: “Não gostar de Axé é normal! Anormal é achar-se superior porque conhece John Coltrane ou porque adora o Metallica. Procurem no Googlesobre a história de um ariano que se achava superior aos judeus…”. Tudo isso porque ela deve ser irritado muito com os comentários negativos de várias pessoas em relação à sua apresentação, por mais que ela não queira admitir.

Logo veio um monte de gente alegar que a cantora foi “mal interpretada”. Ao meu ver, se um monte de gente lê seu texto e entende errado, o problema está no texto e não nos leitores. Sem contar esse argumento escroto de “Não gostar de Axé é normal! Anormal é…”, que me lembrou aquele povo que diz “Nada contra gays, desde que fiquem na sua”. Claro, Cláudia Leitte, eu posso não gostar de Axé, desde que seja nos SEUS termos né?
Mas se você sabia que ela se apresentar, pra que ir lá vaiar?”
Não gosta? Chegasse mais tarde ou ia para um canto.”
Não gostou, ignore. Isso é falta de respeito.”
Essa linha de pensamento está certa? Será que todos os que foram para a cidade do Rock na última sexta-feira eram fãs de todos os artistas que se apresentaram?
Vamos ser sinceros: a maioria das pessoas planejou a tanto tempo a viagem para o festival e gastou tanto tempo e dinheiro para estar lá que fez questão sim de ficar no evento a maior parte de tempo possível. E mesmo que você só quisesse ver o Elton John, pagou pelos shows da Cláudia Leite, Katy Perry e Rihanna. E se já tá pago, vamos lá dar uma conferida, certo? E se eu conferi , não gostei e quero deixar claro minha posição, faço o que? Vaio. É uma manifestação legítima do meu gosto, pouco importando se o restante do povo vai me acompanhar ou não. E o artista e organização de festival tem o direito e obrigação de saber quando erraram a mão, até para evitar o que aconteceu com os meninos do Glória, que foram vaiados O SHOW INTEIRO por culpa de erros crassos de casting.
Mas o pessoal do Twitter nem tava no show, não pagaram. Pra que ficar reclamando?”.
Bom, até onde eu sei eu posso omitir minha opinião quando eu quiser, desde que não minta e nem prejudique ninguém. Eu estava no Twitter na hora da apresentação da Cláudia Leitte e os comentários se resumiam a “axé no Rock In Rio não dá”, “que [insira seu palavrão favorito] de cover que ela fez” e “pelo menos ela é gostosa”. Duvido que os comentários sobre os shows da Katy Perry e Rihanna tenham sido diferentes. Então todo mundo fez o que faria se estivesse em uma mesa de bar vendo o show pela televisão: opinou. E ninguém é exatamente educado em uma mesa de bar, né? A única diferença do bar pro Twitter é que fica tudo registrado lá para você ou qualquer um ver depois. Isso pode até gerar desde processo até ego ferido, como é claramente o caso da musa do Axé.
Mas no Twitter todo mundo quer opinar, manjando ou não do assunto”.
E DAÍ? O Twitter não é uma faculdade ou revista/jornal/blog onde só “especialistas” ou “doutores” podem emitir suas opiniões sobre os assuntos. Fora o Marcelo Tas, ninguém é pago pra twittar. E vocês esperam análises profundas em 140 caracteres, é isso? Lá é Terra de Ninguém e as estrelinhas não se ligaram disso ainda. Não estamos nem aí se você é político, apresentador, jornalista ou ator. Lá você é só mais um e não vai receber tratamento diferenciado.
Mas o povo exagera e as vezes xinga por xingar.”
Concordo total. Nunca antes tivemos um canal para falar o que pensamos diretamente para pessoas que estiveram sempre tão fora do nosso alcance. Somos crianças deslumbradas com um brinquedo novo estamos testando os limites dele. E vamos aprender esses limites por tentativa e erro nossos e não porque a “velha mídia” e as celebridades não estão acostumadas a receber opiniões negativas.
Foi-se o tempo em que os jornais detinham o poder exclusivo de escolher quais cartas seriam publicadas ou não. Foi-se o tempo em que assessores de celebridades moderavam comentários negativos.
Esse bando de gente tava acostumado com a vida boa e agora não sabe o que fazer. Veem que não agradam e ficam desesperados, como essa nova geração de crianças educadas para não lidar com o bullying. que chora e corre para papai e mamãe em busca de conforto e proteção.
Pois bem, babacas, bem-vindos ao Deserto do Real.
Chico Buarque precisou criar um site para descobrir que muitos o odiavam. Disse mais de uma vez em entrevistas que ficou chocado com isso (o que eu acho natural), mas em nenhum momento ficou chorando sobre o fato.
Cláudia Leitte foi lá, fez seu show, ganhou a grana de quem gostava e não gostava dela e ainda jogou na nossa cara em seu blog que vai cantar no Rock In Rio Lisboa e aqui no Brasil na próxima edição do festival em 2013. Tá reclamando do que, afinal? Reclamar porque foi malhada por tocar em um festival chamado Rock In Rio só pode ser vontade de polemizar ou burrice. Fica a critério de vocês leitores julgarem.
No dia em que criticar um show que eu não gostei com palavras de baixo calão for crime, talvez eu mude de opinião. Até lá não encham o meu saco.
PS: Trabalho com inclusão digital e o termo “Orkutização” foi usado no título em caráter de ironia, tá?

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Claudia Leite tem mil oportunidades de fazer shows durante o ano todo nos mais diversos lugares, inclusive no exterior, e se mete a cantar Axé num evento destinado ao Rock? Ao meu ver, as pessoas tem obrigação de vaiá-la! A cantora sabia muito bem onde estava pisando; assumiu o risco da já presumida vaia quando se dispôs a pagar esse mico. Pior que Axé no Rock’n Rio, só se fosse pagode! …Não é falando mal dos estilos musicais; a questão aqui é a adequação e deturpação referentes ao evento. Faltou desconfiômetro, sobrou audácia e vontade de estar na mídia. Deu no que deu e foi muito bem feito. Agora a minha maior decepção é a Rita Lee apoiar a coitadinha… Esse mundo pop as vezes enche o saco com tanta falsidade e hipocrisia. Meus Nervos!

  • Amanda  On 28/09/2011 at 13:50

    *poke* Sou tua fã!

  • Daniel K. Nagamine  On 28/09/2011 at 14:12

    Nazistas são os outros. Mas não “omite” sua opinião não😛

  • Alex Kotikoti  On 28/09/2011 at 14:25

    Tem o lance da lei de Godwin: comparou com hitler/nazismo, perdeu os argumentos. Equivalente à puxar o tomada do arcade quando perde no street fighter, haha!

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Godwin
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Reductio_ad_Hitlerum

  • Guto  On 28/09/2011 at 14:41

    Não gostei do show do Motörhead, foi inferior aos que já havia assistido. Dormi no Spliknot, não escutei Gloria, estava tentando ver o Sepultura, perdi o Matanza porque fiquei na fila para entrar na Cidade do Rock, nunca gostei de Angra e… puta que pariu, todo mundo sabia o que ia acontecer, qualquer outra rage virtual não vai mudar o que já aconteceu, nem tirar o cachê de quem já ganhou pelos shows e tão pouco revolucionar o pensamento de quem já tem seus princípios calcados na educação que recebeu, seja rico ou pobre, micareteiro ou metaleiro.

    Ninguém é melhor que ninguém. Deixa o povo se divertir com o que gosta. Deixa o povo reclamar de tudo que todo mundo está reclamando.

    Domingo foi excelente, mesmo tendo que aturar show com som ruim, técnicamente e qualitativamente falando, filas pra comer ou beber ou andar até Alvorada para conseguir um veículo chegar em casa. Valeu todo sacrifício pelas bandas que eu gosto. Quando você gosta de algo, você abre mão de ser crítico e quando é, pensar no que seus comentários podem melhorar para o seu bel prazer.

    Quando um não quer, dois não brigam, o outro deita e dorme.

    Queria ver se a gente vivesse num país onde não tivesse porra nenhuma e as pessoas precisassem de permissão para ir e vir. Quem não gostou podia ter ido pro bar, assistir outra coisa ou MUDAR DE CANAL.

    Livre arbítrio, tão importante quanto seu gosto musical.

  • Darth Gelidus  On 28/09/2011 at 16:25

    NO SOUP FOR YOU!

  • sandra peres  On 28/09/2011 at 16:46

    Acho que esse pessoal acredita ser muito bom no que faz, capaz de agradar a todos, ou se ilude acreditando que todos são como seus pais, que os amam incondicionalmente. Não aceitam criticas, acreditam que todos devem se submeter as suas musiquinhas mediocres.
    Se eu estiver pagando, reclamo mesmo, se eu não estiver pagando, reclamo também, como esses organizadores podem realizar um bom evento sem saber minha opinião, de futura consumidora?
    E é bom que ela comece a aceitar as criticas pra escolher melhor os lugares onde vai se apresentar, é a única forma de não ser vaiada, ou isso, ou vai chorar no cantinho, porque essa história de nazista, aham, sei, senta lá Claudia!!!

  • The Lenhador (@theLenhador)  On 28/09/2011 at 17:03

    IMPORTANTE SALIENTAR O
    SEGUINTE E MAIS IMPORTANTE
    DISTO TUDO:

    Quantos RT este post recebeu?

    Não, porque existem quem se beneficie da polêmica, e de certo modo isto alimenta a falta de conteúdo, tipo, sua burrice e as vaquinhas vão com as outras, e isso não é coisa nova de rede social não. É coisa fina, um talento nato de gerar discussão em busca de nada, só pela polêmica criada, o que necessariamente não é a própria opinião de quem está propagando.

    Enquanto isso a massa de mulas vão sendo tocadas, um rebanho pesado, que só sabe pastar no gramado mais verde e defeca pelo caminho por onde passa.

    Excelente post Leosias.

    • Alessio Esteves  On 28/09/2011 at 17:25

      Valeu a visita, cara! E não contei quantos RTs teve não…

  • The Lenhador (@theLenhador)  On 28/09/2011 at 17:03

    A propósito, Claudia Leitte, muito gostosa.

  • Marcelim  On 29/09/2011 at 3:17

    Tá lendo muito Spider Jerusalem, eim? Rsrsrss…

Trackbacks

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: