Pessoas diferenciadas, pelo preconceito

Só em sua capital São Paulo tem 19 Milhões de habitantes, destes, de acordo com os últimos informes do sistema metroviário, nove milhões circulam diariamente na malha de linhas de trem e metrô da cidade, isso se a gente não levar em consideração as cidades vizinhas que também usam o transporte público metropolitano, como Osasco e Guarulhos, ainda assim, embora motivo de orgulho para alguns conterrâneos, o sistema de transporte público paulistano tem presenciado uma falência esquematizada de sua capacidade, em grande parte por culpa do governo, que subestimou a expansão urbana da cidade e por outro lado, as intricadas tramas de licitações, processos e parcerias públicas-privadas, além de interesses sindicalistas, um grande exemplo é a Linha Amarela do metrô, que se encontra em atraso já faz anos, com apenas duas estações funcionando com operacional limitado.

Ainda assim, a falta de planejamento se abate no cotidiano paulistano, estações vazias contracenam com outras que sofrem de superlotações na hora do rush, a disputa entre as sub-prefeituras acarreta no privilégio de qual bairro ser mais apropriado para receber ou não uma estação de trem/metro, e ainda assim, encontramos algumas contradições, como grandes centros de negócios, como o bairro da Vila Olímpia serem completamente desprovidos de acesso ao transporte público, enquanto a Linha Verde, tem pelo menos três estações abrangendo a Av. Paulista, algo que eu julgo ser desnecessário.

Causou um certo reboliço as declarações oriundas de um baixo assinado contendo as assinaturas de 3.500 moradores da região do Higienópolis (0,016% da população do município), alegando que a instalação de uma estação do metrô traria a presença de “pessoas diferenciadas” ao bairro, afetando o estilo de vida dos cidadãos da região, o que também me faz questionar a força política do baixíssimo número de assinaturas, se levarmos em consideração outros baixo assinados que a população paulistana já protagonizou e que por ventura, foram pertinentemente ignorados pelo poder público, o bairro é famoso por abrigar boa parte dos grandes empresários e políticos Tucanos (como FHC) da cidade.

Claro, da própria história do bairro, etimologicamente, “Higienópolis” literalmente significa “Cidade da Higiene”, onde na época todos os lotes tinham sistemas de esgoto e água encanada, começou a ser povoado por volta de 1890 pelos “Barões do Café”, por ironia históricoa, um dos grandes atrativos do bairro era a presença de um bonde. Políticas higienistas têm sido algo comum na capital paulistana, como já discutido aqui no próprio blog, a administração dos políticos de direita tem trazido conseqüências desastrosas para a metrópole que até então, era famosa por sua vida noturna, intelectual e natureza cosmopolitana.

Fica aberta a questão do “espaço público”, onde sim, os moradores têm o direito de revogar ao poder cívico pelo bem estar da região onde moram, desde que exista plausibilidade em seus argumentos, e que, “diferenciadas” ou não, todo cidadão tem o direito de transitar por um espaço que é acessível para todos – ou devia, já que não vai rolar metrô – não estamos falando de condomínios fechados ou clubes privados, e sim de rua, simples assim.

Como disse o Rapper Emicida no Twitter: “Cerca essa porra dessa higienópolis e tranca essa tucanada lá dentro, depois tomba como patrimônio ambiental, o maior tucanário do mundo”

E então transparece na polêmica o preconceito de classe, onde muito se discute melhorias na eficácia do transporte público, persistem o abarrotamento humano e as constantes “falhas técnicas” em estações como a Paraíso, Barra Funda e Sé, fica subentendida no ar uma coisa, população do Higienópolis – ricos – não precisam de metrô, transporte público é coisa de pobre, e o governo, acatando isso com o rabo entre as pernas, consentiu com a mensagem.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Tavares  On 13/05/2011 at 14:44

    Nos estamos vivendo na sociedade da reclamação

    gays reclamam que querem se casar, eles não são nem 1% da população, mas prontamente um grupo de 10 juizes vai la e sem consultar a sociedade, nem os poderes eleitos na chamada democracia, vai la e institui na marra o “casamento” gay no Brasil, contrariando mais de cem milhões de brasileiros.

    minorias reclamam de tudo, desde racismo até direito a dar de mamar em lugares públicos, gordos querem passar a frente, querem lugares especiais no ônibus, bandidos querem pensão, nerds querem sexo, terroristas querem indenização. Todas as minorias reclamam de tudo, ninguem tem autoestima.

    não foi a direita que criou isso, foi a esquerda, pq eles se aproveitam dos votos das chamadas minorias, mas este conceito de minoria é falho, pq todos nos fazemos parte de alguma minoria.

    os ricos de higienópolis são minoria, então, logicamente, eles tem o direito de reclamar e serem atendidos, eles são cidadãos, por isso, na sociedade da reclamação, eles também tem espaço com seus abaixo assinados.

    “a administração dos políticos de direita tem trazido conseqüências desastrosas para a metrópole que até então, era famosa por sua vida noturna, intelectual e natureza cosmopolitana.”

    Quem governa são paulo não é a direita, mas sim a esquerda, Kassab é de esquerda, tanto que vai pra base da Dilma, tem acabado com a iniciativa privada e destruido a vida noturna da cidade.

    a única coisa que a esquerda preserva são as manifestações das “minorias” eleitoreiras, como a parada gay, que o Kassab adora.

    Por isso viva higienopolis e a ditadura das minorias e abaixo os assuntos modinhas mal interpretados por pessoas pouco inteligentes.

    ops, desculpa, vc é uma minoria?

    • Diego  On 19/08/2011 at 21:30

      Realmente os gays não são 1% da população brasileira, mas variam entre 5% e 12% dependente do estados.
      Isso apenas falando dos gays assumidos perante a sociedade, pois se formos considerar os gays no armário, bissexuais e gays que se assumiram apenas para os mais próximos o número seria MUITO maior.

      Além do mais, no que o casamento civil gay (que ainda não existe, já que apenas a união estável foi reconhecida legalmente) iria interferir na vida de todos os mais de 100 milhões de brasileiros não-gays?

      A fumaça de rosca queimada ia afetar a camada de ozônio por acaso?

  • synthzoid  On 13/05/2011 at 15:22

    Não, nós estamos vivendo em uma sociedade de reivindicação, onde indiferente da sua parcela na malha demográfica, você tem capacidade para exigir e exercer seus direitos básicos, como o casamento civil, levando em conta seu argumento “1%” da população é inexpressivo e por isso deve ser negado a eles alguma coisa? Isso sim é preconceituoso, a questão não é contrariar mais de 100 milhões, e sim oferecer a todos oportunidades iguais, como casamento e transporte público.
    Os ricos de Higienópolis são cidadãos, claro, mas em nenhum momento os mesmos detém de direitos para segregar ou excluir o restante da população paulistana, “pessoa diferenciada” é ofender através de eufemismo, ninguém aqui está falando em “minorias” e sim como isto transparece no preconceito de classes.

    Alias, vale mencionar que os “ricos” de Higienópolis não são uma minoria e sim uma oligarquia, e que a força política dos mesmos transpareceu na decisão tucana em desistir da estação de metrô, minorias não dispõem deste tipo de munição política.

    Esse seu argumento chega a ser hilário, é sempre baseado na premissa que “algo não é de direita, é de esquerda”, não amigo, é de direita sim, a decisão de instalar uma estação de metrô recai sobre o tucano José Alckim, isto sequer foi uma manobra política, foi pressão de poucos individuais com poder político.

  • Tavares  On 18/05/2011 at 13:04

    Vc é um completo imbecil, tão imbecil que enquanto vc escrevia essa merda de texto o Palocci embolsava 7 milhões de reais e se mudava pros jardisn.

    Mesmo assim vc ainda vive no conto de fadas petista que todo rico é “de direita” e tem influencia política atraves dos tucanos.

    vc é tão imbecil que não sabe que existe toda uma classe de ricos, e muitos deles moram em higienópolis, que são petistas e aliados do PT, vc é tão imbecil e alienado, que não sabe que o estado petista movimenta 40 por cento do PIB do Brasil e que são mais de 2 trilhões nas mãos dos companheiros do PT.

    e muitos deles são moradores de higienópolis.

    Mas vc é tão imbecil que enquanto escrevia essas merdas esquerdistas que escreve aqui o PT colocou nas escolas um livro que ensina as crianças pobres de escola pública que falar errado é correto e aceitável, que falar “OS LIVRO” deve ser aceito, destruindo o futuro dessa criança pra sempre e obrigando que ela permaneça na ignorância pra sempre, enquanto a elite petista, que manda seus filhos estudarem no exterior, continua milionária.

    Vc é tão alienado e imbecil que acredita que qualquer pessoa que defenda a razão e os valores básicos é um “preconceituoso”, vc deve ter acreditado no papo de “preconceito” linguistico que o PT inventou, pra fazer as pessoas que falam errado se sentirem vítimas e coitadinhos, como se falar errado não fosse um despreparo, mas uma condição de oprimido pelos malvados que falam certo.

    vc e seus colegas que escrevem essas merdas moderninhas esquerdistas são tão imbecis que é até uma perda de tempo comentar seus textos.

    vc deve gostar de dar a bunda pros sindicalistas do PT, que deve ser disso que vc e todos esses alienados gostam de fazer, pra ser tão burro assim e não ver a realidade.

  • Synthzoid  On 18/05/2011 at 16:17

    É talvez eu seja um imbecil, mas não a ponto de descontar as próprias desavenças políticas e intelectuais em estranhos que conhece pela Internet. Prova disso? Bom, eu sou uma pessoa de esquerda, mas não um partidário do PT, que alias, sequer foi mencionado nesse texto, ou seja, isso é birra sua, não minha.

    Ai você argumenta “Vc é tão alienado e imbecil que acredita que qualquer pessoa que defenda a razão e os valores básicos é um “preconceituoso”” Nada mais racional e básico do que o direito do cidadão ao transporte público e de ir-e-vir para qualquer lugar PÚBLICO.

    Agora, vai me falar que isso é errado?

    Pois é, não vai.

  • Tavares  On 18/05/2011 at 16:27

    ah tá, então vai fazer piquete com um monte de tuiteiro lá na frente do ap de 6,6 milhões que o Palocci comprou com dinheiro sem explicação nos Jardins e pede pra eles aceitarem construir um metrô lá e ve o que vai acontecer!

    vc devia tomar vergonha na cara e apagar esse texto

    • Synthzoid  On 18/05/2011 at 18:28

      responda minha pergunta. você é ou não contrário ao direito de ir e vir e transporte público para os cidadãos de São Paulo?

      Vale lembrar que você – através de sua mais nova teoria da conspiração – condena o ato de Palocci e culpa o PT pelo episódio em Higienópolis, só que: http://i55.tinypic.com/2gv77r9.jpg

      Até uns dias atrás você era a favor, ao menos justificava o episódio, então por favor, pare de se contradizer, não tenho vergonha dos meus textos, e uma pessoa que sequer sabe se posicionar é muito pouco para me despertar esse tipo de sentimento.

      Recomendo que pense melhor antes de comentar alguma coisa.

    • Synthzoid  On 18/05/2011 at 18:43

      Alias, se você diz que os ricos de Higienópolis são minoria e que têem o direito de terem suas demandas atendidas, você tá dizendo que – de acordo com seu raciocínio – Palocci está correto ao negar o direito da população paulista ao acesso de metrô na região?

  • Bono Vox  On 18/05/2011 at 19:39

    É exatamente assim que nós, nordestinos, nos sentimos quando somos tratados como pessoas diferenciadas.
    Gostei muito do protesto, pois não existem pessoas diferenciadas, mas sim oportunidades diferenciadas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: