Orgulho Evangélico?

Estava eu no ônibus voltando de um treinamento sacal para ministrar um curso sobre Mercado de Trabalho quando ouço um moleque de cerca de seis anos cantarolando no banco ao meu lado (e ao lado da mãe) a seguinte canção evangélica:

“O homenzinho torto
Morava numa casa torta
Andava no caminho torto
Sua vida era torta

O homenzinho torto
A Bíblia encontrou
E tudo o que era torto
Jesus concertou”

Sendo eu míope, corcunda, com os dentes separados e com pé alto, achei essa insinuação de que minha formação física era resultado a falta de Jesus na minha vida extremamente de mau gosto. “Mas isso é metafórico!” – bradarão alguns. Eis então que a bela criança segue com a música:

“O homenzinho preto
Morava numa casa preta
Andava no caminho preto
Sua vida era preta

O homenzinho preto
A Bíblia encontrou
E tudo o que era preto
Jesus concertou”

Gostaria de argumentos razoáveis para defender esta merda, amigos evangélicos.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Dianne Nogueira  On 17/01/2011 at 20:50

    Ou você está ‘de brincadeira’ sobre a parte do ‘preto’ ou a mãe do menino é que é preconceituosa. Nunca ouvi essa segunda versão da música.

    • Alessio Esteves  On 17/01/2011 at 20:56

      Querida, faz menos de uma hora em que eu ouvi esse absurdo. Não estou “de brincadeira” não.

      Mas me explique uma coisa:

      Então ser torto por não ter Jesus na vida está certo, é isso?

      Ou uma criança de seis anos já entende que aquilo “é uma metáfora”?

      E não é a primeira vez que vejo um evangélico falando asneiras sobre os negros. Ouvi uma vez que quando Caim matou Abel ele foi marcado por Deus para que todos soubessem quem ele era e que a sua marca foi que a cor da sua pele escureceu. Então todos os negros seriam descendentes de Caim e por isso sofrem até hoje.

      Triste, né?

      • Zloth  On 02/02/2011 at 0:25

        Engraçado os evangélicos contarem esta história, ela é uma antiga justificativa cristã (leia-se da antiga madre igreja de Roma) para justificar porque os negros africanos podiam ser escravizados e os índios não.

  • Cacau  On 17/01/2011 at 20:55

    Não tem argumentos. A música é racista, a música é preconceituosa. Eu sou evangélica, sim, mas não dá pra dizer que todas as músicas evangélicas e dogmas cristãos são lindos e maravilhosos. Teria que ser cego demais pra dizer uma coisa dessas… (vide o absurdo rolando com a questão da homofobia x.x)

    Talvez quem fez a letra tivesse tentando trasmitir que Jesus transforma a vida das pessoas, mas fez isso de uma forma bastante infeliz. Principalmente porque ninguém se torna perfeito, lindo e maravilhoso ao se tornar Cristão….

    • Alessio Esteves  On 17/01/2011 at 21:00

      Obrigado pela resposta sincera e sensata!

  • banin  On 17/01/2011 at 21:03

    se eu virar evangelioco entao eu fico branco igual o michael jackson?

    • HoRii  On 17/01/2011 at 21:14

      E se eu virar evangélico e ficar branco que nem o Michael Jackson, eu consigo fazer moonwalk também?

    • Furlan  On 17/01/2011 at 21:17

      Se vc virar um padre católico pode ter ainda mais coisas em comum com o MJ….

      • Alessio Esteves  On 17/01/2011 at 21:18

        HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!

  • @GuilhermeJrg  On 17/01/2011 at 21:06

    O mais interessante é o religioso tentando torcer a religião até conseguir um argumento aceitável.
    Se a religião é um metáfora de “bons princípios” (seja lá o q eram “bons princípios” na época de sua fundação), ter q criar uma metáfora pra explicá-la de forma à atualizar a definição de “bons princípios” é um exercício infindável…

    Haja criatividade pra reformular canções e metáfora há tempo de acompanhar a evolução das relações humanas…

    Fui confuso o suficiente, ou quer q eu seja mais cínico?

  • Zangetsu  On 19/01/2011 at 3:02

    Ai caceta, obrigado Aline Barros por essa pérola…

    Bem, vamos lá…

    Em primeiro lugar, eu sou evangélico/crente/cristão/quadrado/babaca/dominado/sem cultura, etc, essas coisas todas as quais somos atribuídos – como se todos ou se a maioria dos evangélicos fosse uma coisa só, como se fosse possível definir toda uma multidão de pessoas de uma forma tão simplória como evangélicos somente.

    Isso me incomoda… como me incomodou a “chamada à caça às bruxas”, que foi como soou para mim esse post… sou leitor do nerdevils, mas essa coisa de “Gostaria de argumentos razoáveis para defender esta merda, amigos evangélicos.” foi para mim tão preconceituosa ou etnocêntrica quanto esta m£rd@ de música infantil de um(as) cantora(as) com fome de mercado (como crente teoricamente não utiliza pirataria, fazer CD’s gospels é um grande negócio e a dona desta pérola vem buscando abocanhar todas as faixas de mercado, do infantil ao country…).

    Essa música não tem explicação. É simples. Crente é entnocêntrico pra K7, logo, seu caminho é “reto” (palavra que designa justiça na bíblia e que descreve um modo correto de vida, crente adora estas coisas…) e todos os outros são “tortos” (desviados, metáfora interessante para pecado, no hebraico original, desviar, adulterar, “torcer”, sacou, hein, hein, hein?).

    É uma metáfora infeliz, usada de modo infeliz somente. Esta segunda parte, lógico, não existe e foi fruto de uma mente mais infeliz ainda (do Hitlerzinho ou da mãe dele, ou da escola, ou do pastor, etc…)

    É como quando pegam uma música do Led Zeppelin e dizem que ela é uma ode à Satã ou coisas assim porque talvez elas contenham algum ocultismo… é o chifre em cabeça de cavalo ao contrário, agora…

    Deprimente…

    • Alessio Esteves  On 19/01/2011 at 8:56

      Vamos lá…

      Quando eu escrevi esse post eu tinha acabado de chegar em casa do busão após ouvir essa merda, estava puto mesmo e o texto reflete minha sensação naquela hora. Talvez soasse menos agressivo se fosse escrito mais tarde, talvez não.

      Mas saiba que meu caso de amor e ódio com evangélicos é mais que mero preconceito. Namorei por cinco anos uma garota que era membro da Assembléia de Deus Missionária e frequentei a igreja com ela por dois anos, tendo inclusive me batizado lá.

      Meu tio por parte de mãe casou-se com uma membro de uma igreja evangélica e todos os meus primos frutos desse casamento são evangélicos também, isso faz 20 anos.

      Por fim meu atual trabalho e dentro de um instituto de uma igreja batista aqui em São Paulo e nunca tive problema nenhum lá, logo eu conheço muito bem os evangélicos e sei sim separar o joio do trigo, caríssimo.

      O vocativo no final do texto é realmente um chamado aos meus amigos evangélicos (note que usei este termo ao invés de “crente” e eu tenho mesmo amigos evangélicos) me explicassem essa pérola que, infelizmente, partiu do meio religioso de vocês.

      No mais, meus textos nestas paragens sempre acabam saindo mais ofensivos que o normal, mas como eu disse: calor do momento.

      • @GuilhermeJrg  On 19/01/2011 at 14:16

        A agressividade do post é proporcional a bestialidade dos versos q o menino cantou (poderia até ser mais).

        E Zangetsu, o problema é sempre a carapuça. Sua descrição do “crente” é mto boa, mostra sua visão esclarecida dos desvios q a doutrina religiosa pode causar. Logo, a carapuça não lhe servia, e sua indignação ñ fez mto sentido.

      • Zangetsu  On 20/01/2011 at 1:19

        Vamos lá 2: o retorno de jed… bem, réplica…

        Valeu por ter entendido o comentário e respondido de forma tão honesta. Fico ainda mais fã do Nerdevils.

        Eu também peço desculpas pelo tom, acho que como definiu bem o amigo aí embaixo, é proporcional à bizarrice do fato.

        Eu havia entendido o “Amigos” como ironia mesmo…

        Mas tirando isso, o fato é mesmo bem bizarro, mas não tem muito a ver com a natureza evangélica… o “ser crente” é preconceituoso mas não desta forma… mas sim de outras menos sutis.

  • Leondidas Freire  On 22/01/2011 at 16:25

    vc pretende “ministrar um curso sobre Mercado de Trabalho”, vc acha que seres humanos são mercadorias, que devem se submeter ao deus todo poderoso chamado capital, e ainda se diz um nerd preocupado com a propagação do sito evangelho explicitado no seu post?, uma canção inocente de uma criança interpretada de uma forma infantil em um sentido mais bestial da palavra? é isso? essa é a sua contribuição para o mundo ou melhor a ilha imaginária que vc deve viver? é isso? procura se informar um pouco melhor sobre a semantica da palavra evangélico, aí quem sabe depois tu possas voltar e fazer um post massa de um verdadeiro nerd endemoniado vomitando infamia, assim como a maioria dos posts ki são massas neste blog .

    • Alessio Esteves  On 31/01/2011 at 23:12

      Adoro haters burros!! Vamos lá…

      Você vive em um mundo capitalista onde você vende sua força de trabalho. E onde você faz essa venda? NA PORRA DO MERCADO DE TRABALHO. Então esse curso se destina a fazer as pessoas sabarem o que fazer para assim, acreditar que querem e se prepararem bem em uma eventual seleção poderem vender melhor a força de trabalho e assim conseguir emprego. Se dar oportunidades em um curso GRATUITO para as pessoas for crime, pode me processar.

      Canção inocente interpretada de maneira bestial? Releia os comentários (se é que os leu) e verá que muitos dos próprios evangélicos acham essa canção escrota. Esse post não tem a intenção de melhorar o mundo e sim de mostrar algo que eu ouvi um transporte coletivo voltando do serviço e não na minha ilha da fantasia.

      Quanto a semântica, essa é fácil, nem preciso consultar o Google: evangélico é “Aquele que Anuncia a Boa Nova”. E alguns dos seus irmãos estão passando bem longe disso, maus aí.

      Para finalizar, devo confessar que adoro esse povo que fala que os meus posts são a pior coisa desse blog, mas insistem em vir aqui falar mal dos meus textos, enquanto deixam os “textos bons” sem comentários nenhum. A casa agradece.

  • pedalero  On 27/01/2011 at 0:51

    O racismo é uma ideologia. A ideologia só pode ser reproduzida se as próprias vítimas aceitam, a introjetam, naturalizam essa ideologia. … Há negros que introduziram isso, que alienaram sua humanidade, que acham que são mesmo inferiores e o branco tem todo o direito de ocupar os postos de comando. … Há racismo, mas sem racistas. Ele está no ar… Como você vai combater isso? … Nosso racismo é um crime perfeito, porque a própria vítima é que é responsável pelo seu racismo, quem comentou não tem nenhum problema. (Kabengele Munanga)

    • Alessio Esteves  On 31/01/2011 at 23:03

      Eu te acho gay. Vai dizer que isso é culpa sua também?

      • Dan  On 22/02/2011 at 13:22

        Haha

        Se você andar de vestidinho, calçar um salto plataforma e fazer um make brilhante no rosto, acharíamos o quê? É um crossdresser!

        Mas se além dos acessórios materiais, também tivesse trejeitos comportamentais e físicos, acharíamos que tu é mais um homossexual no mundo! Simples, e isso é PRÉ-CONCEITO.

        A culpa é de quem? Da sociedade.

        Por favor, sinceridade que valha a todo custo!

        O racismo é uma ideologia, logo, TEMOS CULPA, ele hoje vem mais da mente dos afrodescentes, do que propriamente os caucasianos. Se fazem de coitadinhos, e andam apenas com o seu próprio bando, tem as suas culturas e tampouco se importam com as culturas dos “brancos”.

        Eu não gosto de negros “coitadinhos” e os “culturalmente ignorantes”, mas não é por isso que eu não deva respeitá-los, e não posso ser chamado de racista, pois não promovo ideologia de ódio aos negros. Mas tenho pré-conceitos estipulados pela sociedade. Paciência.

        Sem mais.

      • Alessio Esteves  On 22/02/2011 at 17:06

        http://www.youtube.com/watch?v=KMoOdBGBeGE e tá aqui sua “metáfora”…

  • sandra peres  On 02/02/2011 at 0:39

    Caraca, isso rendeu tanto!
    Já tem um tempo que parei de questionar, logo de buscar religiões, não se trata de conformismo, mas de tanto ler aqui, ir naquela igreja ali, eu acabei formando meu conceito sobre tudo, não pretendo de forma alguma convencer ninguém de tudo que eu acredito, não perderia meu tempo. Tenho muita coisa contra evangélicos a maior parte deles, pra ser bem honesta, não conheço um que seja amigo, ou que eu consiga confiar e manter um dialogo. Fiz até algumas estatísticas, mas deixei de lado pra não ser acusada de preconceituosa. É conceito mesmo, não só deles mas de qualquer religioso bitolado. Porém toda vez que vejo ou ouço algo que pode comprometer o bom andamento da minha vidinha medíocre eu critico mesmo, educo meus filhos pelo exemplo, não admitiria de forma alguma que cantassem uma musica dessa.
    O mundo não é nenhuma maravilha, religioso demais é sempre lobo em pele de cordeiro.

  • Dan  On 22/02/2011 at 13:06

    Preto ou branco, são cores, e cores, suponho eu, não exprimir de maneira alguma preconceito.

    Mas, se pararmos pra pensar…

    “O homenzinho preto
    Morava numa casa preta
    Andava no caminho preto
    Sua vida era preta

    O homenzinho preto
    A Bíblia encontrou
    E tudo o que era preto
    Jesus concertou”

    Jesus, neste caso, é apenas um artista. Ele fez um concerto na vida do homenzinho preto, que tinha uma casa preta, no caminho preto em sua vida preta. Jesus nitidamente era um artista, só basta saber se ele compôs a obra também…

    Quanto aos demais trechos da música, há de se entender metáforas, creio que todos aqui já temos essa qualidade bem desenvolvida. Ou não?!

    Sem mais.

  • Alessio Esteves  On 22/02/2011 at 16:57

    Porra Dan,

    Mas o ponto em que venho debatendo é que está música é destinada justamente para seres que ainda não tem essa qualidade totalmente desenvolvida: crianças

    Quanto a ser somente uma cor, isso é muita inocência da sua parte.

    Sem mais.

  • Evertom Brito  On 18/11/2011 at 14:12

    Olha vocês se debatento por uma musica infantil que sendo infantil uma criança intenderia,mas vou clariar para vocês.
    Todas as pessoas tem algo que precisa ou quer melhorar, eu sou gordo e isso atrapalhava minha alto estima que atrapalhava meu desempenho em tudo por que achava que eu era feio, lento ou incapaz de fazer

    Um dia achei a Bíblia e tudo que era Gordo Jesus concertou
    Não sou magro hoje, mas não tenho nenhum problema com isso pois na bíblia não há acepção de pessoas e sou tão capaz quanto qualquer outro.
    Assim como vemos pessoas que tem problema em ser chamada de Preto, Play boy, Magro, Feio e Torto.

    A palavra torto pode ser substituída pelo que te incomoda, se você ler a Bíblia e procurar sobre, vai encontrar Jesus e ele te aliviara com conhecimento,

    No caso deste debate vamos substituir a palavra “torta” por “que gosta de confusão”

    Procurem na Bíblia sobre e vão incontar Jesus ou continuem nesta confusão.

    • Alessio Esteves  On 18/11/2011 at 14:22

      Desculpe, mas eu parei de ler depois de “(…)intenderia, mas vou clariar(…)”.

      Se Jesus depende de pessoas como você pra explicar a palavra dele, este mundo de merda no qual estamos afundados faz todo o sentido.

    • Alessio Esteves  On 18/11/2011 at 14:25

      Minha curiosidade foi maior e resolvi ler o comentário…

      PUTAQUEOPARIU!

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHA!!

      Cê tá de zoeira, né??

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHA!!!

  • synthzoid  On 18/01/2011 at 18:07

    e todo o papo de “deus escreve certo por linhas tortas”?

  • Alessio Esteves  On 18/01/2011 at 20:07

    A Bílbia Deus encontrou
    E tudo o que era torto
    Jesus concertou.

Trackbacks

  • […] This post was mentioned on Twitter by André Luis , Alessio Esteves, Kleidianne Nogueira and others. Kleidianne Nogueira said: RT @JhonU2spfc: Orgulho Evangélico? « NerDevils http://bit.ly/hEFk2v […]

  • By NerDevils on 01/02/2011 at 23:24

    […] gente me acusou de preconceituoso ao ler meu texto “Orgulho Evangélico” postado neste humilde blog.  E afirmo de boca cheia que vocês estão muito enganados, meus […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: