Alienígenas, ok e dai?

Então, desde ontem estamos imersos no próximo hype, nerds e estudiosos inquietos por todo mundo aguardam uma coletiva de imprensa que vai ser realizada ainda hoje, muito se especula, pela natureza do release que seja algo envolvendo uma nova mudança no paradigma dos estudos da astrobiologia, sim meus queridos, vocês não leram errado, estamos falando de vida-extraterrestre.

Claro que hoje a revelação foi de certa forma um balde d’água nos neurônios da comunidade intelectual de todo o planeta, infelizmente, não foi dessa vez que traçamos contatos com nossos conterrâneos sapientes de Titã, Marte ou Tatooine, a grande novidade é uma bactéria encontrada em Mono Lake, Califórnia.

Para a comunidade científica isto é interessante, porque, conforme dizem os relatos, a bactéria tem em sua composição genética o arsênico, elemento químico que até então era considerado tóxico para a presença de vida terrestre, estas feitas de carbono, oxigênio, nitrogênio, fósforo e enxofre. Então, reboliços a parte, um sonoro e claro epic win para todos os envolvidos. (Claro, eu ainda esperava algo no nível de Cthulhu, mas isso fica pra próxima)

Tudo bem, nossa decepção, é em partes, derivado da nossa “má educação” científica de Hollywood, onde ludismo e xenofobia são pautas freqüentes, o que cês queriam? Greys? Aliens do H.R. Ginger? A irmã do Mulder?

Mas como as películas do tecido da realidade andam meio enfraquecidas no NerDevils, vamos questionar algo, e se…por hipótese remota, fosse constatado vida fora do planeta, talvez até inteligente. Eu gosto de pensar se este acontecimento significaria alguma ruptura em meu cotidiano.

Então, no maior esquema “Fim da Eternidade”, escrito pelo mestre Arthur C. Clarke, vida não só inteligente, mas também tecnologicamente mais avançada, visitasse nosso planeta hoje? Eu ainda teria que completar uma jornada de trabalho, pegar o trânsito no rush, metrô lotado, provavelmente minhas contas chegariam normalmente no decorrer dos dias, mudaria alguma coisa, não!

Não levem a mal minha indiferença,  claro, todos nós iríamos ficar impressionados, mas no mesmo nível que todo dia ficamos ao assistir eventos extraordinários nos noticiários da noite, é uma característica da sociedade humana, é a dromologia, infelizmente – ou não… – a gente não pode parar.  Ou seja, neste pequeno conto sci-fi, eu e você somos meros figurantes.

Claro, desafios a parte como comunicação, sistemas lingüísticos, semânticos, crenças, morais, eu me pergunto o quão integrado isto seria, teríamos zoológicos de bactérias extraterrestres? Pornografia intra-espécies? DSTs? Seguindo a lógica de Stephen Hawkins, e se o contato trouxesse novas doenças e problemas sanitários? Eles poderiam enrolar um baseado com a gente? E, por final das contas, até quando a novidade ia durar e eu, você e eles lá fora, iriam retornar ao metódico tédio comumente encontrado em todas as formas de vida sapientes?

Se você quer saber mais sobre essa “Bactéria de Arsênico”, recomendo este artigo do Gizmodo http://tinyurl.com/37j9nac mas se você quer ver uma coisa realmente legal, procura um anime chamado Motto to Love-Ru


Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Caroline J.  On 02/12/2010 at 16:31

    Muito blazezismo da sua parte. Bom, eu particularmente achei a história da nova bactéria MUITO legal. O problema dos cientistas em geral é procurar formas de vida “como a nossa”, ou “como conhecemos”, ignorando que podem existir vidas de formas inimagináveis. Conhecemos uma pequena fatia de possibilidades e excluímos todo o resto como impossível pq não se encaixa no paradigma. Encontrar uma forma de vida baseada em algo que se considerava impossível é um tapa de luva e abre um pouquinho o leque de possibilidades.

    Agora, sobre o aparecimento de aliens na Terra e e isso teria impacto em nossos cotidianos… acho q vc tá pensando pequeno demais. Sim, as tarefas que sempre executamos estariam ali para serem executadas. Mas vc não imagina o impacto psicológico que isso teria nas pessoas? Subitamente a noção de importância das coisas poderia mudar totalmente. Sim, construímos uma rotina e dificilmente saímos dela, mesmo frente à notícias aterradoras da tv… mas q diabos de exemplo é esse. As notícias da tv ainda são terráqueas. São coisas q conhecemos. Coisas humanas, coisas de nossa cultura, coisas deste planeta. Tem gente q nem acredita na possibilidade de existir vida inteligente fora da Terra. Que baque emocional seria se deparar com uma de repente? Que valores poderiam mudar? Será q vc daria a mesma importância a suas contas a pagar, sua rotina? Será q não te daria uma perspectiva diferente sobre a vida e a existência? Uma informação nova a se considerar? De repente vc descobre q não tá sozinho e que existe mais do que julga nossa vã filosofia, muda seus conceitos, enxerga a futilidade da rotina e se dedica àquele projeto de vida q vc sempre sonhou mas considerava impossível…

    Sem falar q tem gente q tem fobia de ET e poderia ficar louca. Certamente aconteceria ALGUM revertério no mundo hehe.

    • synthzoid  On 02/12/2010 at 16:46

      Eu também achei muito legal essa notícia, mas suas implicações são mais significantes para a comunidade científica, da minha parte, eu continuo como o papel de curioso e espectador, além dos mais, este fato não é uma novidade, apenas a comprovação de algo, ninguém duvidava que formas de vida baseadas em arsênico ou até silício poderiam existir. O impacto? Eu até questiono, mas meu texto contesta o quão ele iria durar, como você mesmo disse, é uma questão de blasé, é inerente do ser humano, o anuncio de novas formas de vida seria apenas uma novidade, culturalmente nós questionamos, contestamos e antecipamos este acontecimento de “N” jeitos através da nossa cultura, pensar pequeno, pra mim, seria achar que estamos sós.

      Se existiria um baque? Não tão diferente das descobertas das Américas, das Guerras Mundiais, dos atentados terrorismos, escândalos religiosos e inventos científicos utilitários, a única coisa que a história comprovou até agora é que as coisas, indiferente do que aconteçam, caminham. Nossa curiosidade é sanada, mas até nossa inquietude tomar conta é apenas uma questão de tempo.

      (Claro, rolaria um efeito “Watchmen-nas-indústrias-de-HQs” e subitamente filmes e alguns ramos de sci-fi iriam perder a graça, mas seria momentâneo, até tudo se re-organizar e tomar suas devidas engrenagens, e isso é só um exemplo)
      .

  • Caroline J.  On 02/12/2010 at 16:35

    …Além do mais, é mto simples falar de “como seria sua reação” ou “oq aconteceria” hipoteticamente… talvez a sua imaginação não alcance aquilo que seria a realidade, especialmente quando se trata de algo alienígena – ou seja, pode ser TOTALMENTE diferente de tudo q vc já imaginou.

  • Leônidas Freire  On 02/12/2010 at 18:20

    Cara… é impressionante quanta inteligencia e bosta ao mesmo tempo fundida, raciocínio que poderia ser empregado a qualquer coisa mais útil a vida humana, o que será isso? o mal estar da civilização? o fim da historia ? a pós-modernidade? o ócio? de onde vem tanta merda? sei nao não quero pensar nisso… mas sou pego de vez em quando a pensar pq sério parece uma epidemia, gostei da parte de querer retornar a realidade muito bom mesmo …

  • Caroline J.  On 02/12/2010 at 21:45

    Ah Synth, essas notícias são mais significantes pra comunidade científica mas sei lá, pra quem tipo, como eu, já acredita haver outras formas de vida e etc, é uma puta felicidade ver a comunidade científica “alcançando” aquilo que eu esperava haha.

    E quanto à rápida indiferença às novidades, como sempre aconteceu na história… é provável sim q depois de um tempo isso acontecesse. Realmente é natural, nos acostumamos, nos adaptamos. Mas mesmo assim… acho q é mto apressado matar o possível entusiasmo antes de algo assim acontecer, pq não tem comparação com nada q já aconteceu na nossa história conhecida. É algo muito fora da nossa realidade vigente.
    Enfim, gosto e prefiro me entusiasmar com a idéia, e esperar mudanças grandiosas, do que pensar “…blé. Ainda vou ter contas a pagar”… hahaha, me imagino jogando as contas pra cima e tacando um foda-se pra todas as merdas da vida atual, afinal de contas, Q LEGAL! ETS VIERAM NOS VISITAR!!
    Enfim! =)

    • synthzoid  On 03/12/2010 at 11:51

      Moça, quando eles vierem nos visitar, a gente reune a galera pra tomar uma breja, que tal? =P

      • Caroline J.  On 03/12/2010 at 22:00

        Eu não, eu vou sair na rua pelada correndo e gritando.

  • InluxBDX  On 03/12/2010 at 1:23

    Eu, quando vi a notícia, lembrei de um amigo que é deficiente mental e trabalha aqui no estacionamento da quadra em que moro. Também considerei o fato de o mundo ser terrivelmente burro para conhecer outro tipo de vida que não tenha como vestuário um terno e uma gravata.
    Porém em níveis científicos, sempre consideramos diversas possibilidades e uma possível adequação a nossa realidade, e de fato, encontrar vida extra-terrestre poderia ser uma possibilidade de quebra de paradigmas com teias de aranha, e uma integração cultural e fisiológica baseando-se em modelos de compartilhação sobre os infinitos porques do universo, bem aquela coisa de quando a Enterprise volta da missão inteira.

    Mas, concordo com o Synthzoid sobre a questão da rotina, de que não teria um impacto maior, principalmente sobre os maiores agravantes da miséria econômica-sexual que o mundo tem atualmente. Pouca coisa mudaria, uma delas te digo, é que a missa de domingo continuaria acontecendo.

  • Alessio Esteves  On 04/12/2010 at 13:39

    ETs, VENHAM LOGO PARA PODERMOS VER A CAROL CORRENDO PELADA PELAS RUAS!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: