Constipação global e Trepanação existencial, ou, sua cabeça está cheia de merda!

trepanação – s.f ato ou efeito de trepanar (Perfurar (osso) mediante uso de trépano.)  para diminuir a pressão sobre o cérebro é feito abarturas na caixa craniana, este procedimento não é moderno, existem achados que comprovam sua utilização pelo gregos e egípcios.

constipação – s.f. Dificuldade ou impossibilidade de evacuar.
Estado mórbido causado por um resfriamento; resfriado, defluxo nasal.

Meus dedos massacram as teclas desse keyboard velho, meus dedos estalam, o impacto é mínimo, ele salta um pouco, desliza. Teclado velho, preto – tipo padrão de escritório-  o branco do QWERTY envelhecido. Isto não é um texto, isto não é uma frase, sentenças, uma miríade de caracteres organizados, traduzidos por conveniências sociais e semânticas, isto é uma mensagem, isto é um sigilo? Mentalize.

O telefone – preto, tipo padrão de escritório – toca, é estridente, pequenos ruídos que fragmentam a extensão de um pensamento diário, como um machete manuseado por um miliciano congolês, decepando sua perna na altura do calcanhar. Dói, meus movimentos fantasmas traduzem um silencioso e sonoro, um oximoro “Vai se foder”.

Vivemos em estado de paranóia e culpa projetada, um grande vilão para nos unir, uma ciranda de idiotas mambembes: templários, reptilianos, greys, partidários do PSDB, republicanos, terroristas, sionistas, ex-soviéticos, escolha seu vilão, escolha o bode expiatório da década, alguém para te extirpar do pecado da incompetência e ignorância.

Uma conspiração global para justificar a constipação intelectual presente em cada um de nós, suplício dos seus braços esganiçados, cavoucando a maré de carne flácida dentro de um vagão de trem, da sua cabeça exausta, incapaz de apreciar música pop, incapaz de descontrair em um livro, cansado, vivendo de tesão primário e eterno ressentimento.

É o tipo de coisa que não impressiona, é o tipo de coisa que eu posso dizer “Oh-fucking-really?”esse puto cheio dos pudores, incapaz de sorver do gozo casual, do relaxo, de sentar no sofá de sua casa, de frente à sua televisão – preto tipo padrão de escritório – e curtir uma novela, um seriado, um filme, sei lá! seu rosto franze de nojo.

Um nojo babaca, que mascara sua profundidade existencial, daquelas pessoas que justificam recalque intelectual através do elitismo gramatical, nariz empinado, coisa de nouveau riche sem perspectiva, vai colocar crase na letra “a” pelo resto da vida.

Eu opto pela trepanação existencial, dar o braço a torcer e conhecer algo novo, eu opto em transformar minha personalidade em uma granada de estilhaços, pulverizá-la em incontáveis meios, fecundar mentes, aliviar a tensão cotidiana compartilhando idéias, sejam elas quais forem.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • agrt  On 18/11/2010 at 12:08

    Uma coisa que me irrita é quando as pessoas me acusam de falta de compromisso revolucionário pq passo dias jogando Pokemon, assistindo seriado americano e etc, enfim, pq me aproveito do que o mundo capitalista também dá. Isso pq vivo em meio a universótarios pseudo-marxistas que ainda estão buscando camponeses pra defender…
    É lógico que queria que o mundo fosse muito diferente e minha paranóia anti-tecnocrata me faz resistir e combater muita coisa, mas ainda consigo rir e achar útil rir de um retardado como o et Bilú sem achar que o mundo está sendo destruido pq ri de uma coisa provinda da mídia mainstream. Nem acredito que pq tomei coca-cola o apocalipse está decretado.
    Certas coisas filhas da putas, desde multinacionais que dominam ao globo a governos imperialistas, estão aí no mundo, seria bem melhor sem elas, mas isso é motivo de negar algum prazer que ela possa me dar?
    O problema ao meu ver só se dá quando vc fica anestesiado eternamente vendo tv, tomando coca-cola, jogando pokemon e etc, quando essas coisas banais e que dão sim prazer na vida te impedem de ver o que está por trás dela e do resto do mundo. Você tendo consciencia de toda a conspiração para destruição do mundo e dos espíritos primordiais, não há problema em consumir, sei lá, o prazer do consumo não é necessariamente artificial, por exemplo, na tv já vi sim muitos programas interessantes, até mesmo na rede globo e etc.

  • Alessio Esteves  On 18/11/2010 at 14:42

    São os alienados do lado de lá nos chamando de alienados aqui. E os daqui nos acusando de estar lá.

    Certas batalhas já foram perdidas e certos meios de luta não funcionam mais. Longe mim achar que estou na vanguardade alguma coisa, mas estamos em uma fase de transição e experimentação e daí vem muita confusão e tal.

    Militei bastante na esquerda política de São Paulo e não gostei de que vi. Agora estou fazendo trabalhos mercenários para a “social democracia” paulistana e a diferença é mínima.

    Grant Morrison é um vendido ou um revolucionário? Hakim Bey é um visionário ou um louco drogado? Alan Moore é um gênio ou um charlatão?

    E nós?

    As coisas estão postas aí para serem usadas. O duro é que tem coisas para o qual não sabemos a serventia ainda. Instrumentos, artefatos, armas, espíritos, criaturas, lugares.

    Estamos tateando e quem vai aproveitar o que descobrimos será a geração pós-holocausto de 2012. Mas como eu sou um cara que curte mais a jornada em si do que a chegada, tá valendo!!!

  • Vanessa  On 23/11/2010 at 5:24

    É difícil comentar aqui, depois dos comentários do Agrt e do Alessio. Não porque eu ache que o comentário deles são melhores, nem nada, mas mais pelo fato da sensação “já estive lá, sei como é…”
    E o caso é que eu aprendi a me des-revoltar com as coisas.
    Alguns podem chamar isso de comodismo ou massificação, mas eu acredito que tenha a ver com o que Synthzoid disse sobre ter opiniões maleáveis. Eu não vou mudar minha opinião só porque alguém me disse para fazê-lo, mas também não vou ser teimosa e rejeitar tudo o que me apresentam de novo só porque eu já tenho opinião formada sobre qualquer coisa.
    E depois, cacique(!), estamos numa geração onde tudo muda rápido, principalmente opiniões. Quem não aceita isso, acaba não conseguindo acompanhar o mundo e ficando para trás… se não agora, pelo menos em 2012.

Trackbacks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: