Bitolamento Agudo, um mal comum

Sempre tive aversão à bitolados.

Política, religião, futebol, sexo ou qualquer outro assunto. Gente que embala na conversa e a partir desse momento, não existe mais nada no mundo além do que ele considera verdade absoluta.

Contrarie-os, e nesse exato momento sinta o ódio e rancor atravessarem seu coração. É como se fosse pecado ter uma opinião diferente da deles. Discussão saudável sobre diferentes pontos de vista? Esqueça. Ele está certo, e ponto.

Eu? Abstraio. Sei que não vai resultar em nada tentar discutir o tema. Escuto quieta e deixo aquele blá blá blá todo entrar por um ouvido e sair pelo outro.

E o que é pior? No fim das contas, a pessoa pode até estar certa ou ter um ponto de vista legal sobre o tema. Mas o simples fato de ela ser bitolada e não aceitar críticas me bloqueia. Crio uma barreira invisível sobre o tema para aquele momento. Perde-se credibilidade quando se fala demais e quase nunca está disposto a ouvir os outros.

Engraçado como a maioria dos bitolados prega o valor da individualidade do ser humano, e no fim das contas procura pessoas em comum. Os mesmos gostos, as mesmas opiniões. Convivência fácil, dificilmente haverão discussões. COME ON!

O bom da vida é discutir, compartilhar, celebrar as diferenças. As melhores noites de minha vida foram regadas à cerveja numa mesa rodeada de pessoas com opiniões adversas. E várias discussões acaloradas. É normal pensar diferente. É normal mudar de opinião. É certo ouvir o que os outros pensam sobre determinado assunto.

Deixe de ter Bitolamento Agudo, e aprenda a conviver com diferenças. Ninguém disse que ia ser fácil. Mas faça o melhor de si.

E SaiDaqui!

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Marcel Garcia Franca  On 06/10/2010 at 17:40

    ”Religião e política não se discute”, começa aí um discurso sobre como as pessoas podem ser incrivelmente bitoladas.

  • João Auro de Oliveira Sogabe  On 06/10/2010 at 17:52

    \o/

    Primeiro post no Nerdevils e já chegou chutando o pau! Por isso gosto tanto de ler o que você escreve.

    • Alessio Esteves  On 06/10/2010 at 18:24

      É o segundo post dela, porra!!

      HAHAHAHAHAHA!!!

  • @amanda_arm  On 06/10/2010 at 19:47

    Segundo mano. Mas valeu pelo elogio, anyway 😉

  • Macário Hugo  On 06/10/2010 at 21:21

    Bitolagem acontece muito com quem tem pouca experiência no assunto. Como quem teve o primeiro insight na vida e, na euforia com o desconhecido, pensa ser algo muito raro e precisa defender com unhas e dentes. A cura é ampliar o círculo de experiências, caminho comum para o amadurecimento.

    Hoje em dia ainda existem os “bitolados do ódio”, aqueles que acham tão legal odiar algo que está na moda, que não param de inventar motivos para expressar este ódio. Muitas vezes se tornam mais irritantes que a própria moda alvo do ódio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: