Divagações: Vida e Morte.

Você alguma vez viu a morte de perto? Presenciou a morte de alguém ou já passou por algo que pôs sua vida em risco? E pensou: “Então é assim que a vida acaba?”.

Já parou pra pensar que a morte pode chegar para você hoje, como pode chegar para você só daqui a 20, 30 anos?

O que é a vida quando ela tem um fim? Quero dizer, você luta para sobreviver durante a vida inteira para morrer no final. Há algum sentido nisso?

Acho que em toda nossa vivência aqui na terra, apenas 10% é constituído de bons momentos, afinal, você está ocupado de mais tentando sobreviver que mal sobra tempo para viver.

Já percebeu como a Terra é enorme e não passamos de pontinhos perdidos nesse mundo, e quando comparados com o universo – que até onde vai a sabedoria do homem, é infinito – nos tornamos seres insignificantes?

*Aqui minha playlist passa a tocar Soper Aeternus*

Vamos comparar a Terra com um ser vivo. Este ser vivo em um ponto da sua existência desenvolveu uma doença, um câncer. Este câncer seria o homem, que veio evoluindo durante tanto tempo. A Terra usa de suas vacinas (catástrofes naturais) para combater o câncer (homem) que a está destruindo. Ela até consegue diminuir os efeitos da doença, mas não consegue erradica-la. Como se trata da Terra, ela pode demorar milhares de anos para sucumbir, mas sua hora de certo irá chegar. Assim como quando um homem morre ele só faz falta para as pessoas mais próximas, caso a Terra “morra” talvez somente os planetas mais próximos seriam afetados.

A vida inteligente é algo impressionante, mas não sei dizer se é algo bom. Enfim, acho que seriamos todos mais felizes caçando nosso alimento como animais selvagens do que vivendo neste maldito mundo civilizado.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Rodrigo  On 18/08/2010 at 3:43

    2012 está ai. Hail Nibiru!

  • agrt  On 18/08/2010 at 5:00

    mal-estar na civilização, ha ha, tem uma frase do Nietzsche que parafraseando diz:
    para criar a civilização, o homem INVENTOU o barbaro, o estranho, o INCIVILIZADO; colocando neste uma falsa oposição entre civilizado e incivilzado, sendo o incivilizado uma coleção de negatividades de um povo elitista civilizado.
    Acho foda essa frase pq ele compreendeu que não existe distinção entre civilização e barbarie, a oposição é falsa, é coveniencia social. TUDO É A MESMA COISA.

  • @barangurte  On 18/08/2010 at 15:36

    nunca vi ninguém morrer. só tive uma morte de alguém próximo a mim, e foi melhor assim…
    talvez seja por isso que eu encare o assunto com tanta naturalidade e falta de sentimentalismo.

    mas como o Rodrigo disse, 2012 é logo ali e não vai faltar oportunidade de gente morrer né! é melhor agente viver rápido, porque não sabemos por quanto tempo vamos sobreviver!

    nossa… esse foi o post mais “vortice da perspectiva total” que eu já vi!
    __________________________________
    @Zumblorg
    http://zumbl.org

  • Aline Cavalcante  On 18/08/2010 at 16:47

    Tudo o que é vivo morre.
    Não penso mais tanto na morte, ela já me fez umas visitinhas e foi bem simpática. Eu morro de medo é de sofrimento físico, dor…
    E lol, imagina se todos buscássemos o CARPE DIEM e vivêssemos como ermitões? :V
    Acho que a expectativa de vida da terra ia aumentar.

  • Alexandre Guandalini  On 18/08/2010 at 20:19

    Pois é. Tudo acaba um dia. Seja o material mais resistente ou a estrela mais poderosa, eles vão chegar ao fim.
    Ja presenciei a morte e ja perdi boas pessoas. Então tento aproveitar a companhia das pessoas que eu gosto enquanto posso.
    Caçando nosso próprio alimento, sobre menos tempo para “caçar” pelo em ovo…

  • Alessio Esteves  On 18/08/2010 at 20:27

    Quanto mais velho eu fico, em mais funerais tenho ido. Anteontem mesmo uma amiga minha morreu meio do nada. Teve uma convulsão, foi para o hospital e… bem, se foi.

    Não me preocupo muito com a Morte não. Viver já toma muito espaço da minha cabeça e da minha vida. Mesmo o fato de eu ter parado de fumar teve mais a ver com desafio auto-imposto do que a questão de ser saudável.

    Mas esse lance de “sermos nada” é uma verdade muito mais cruel que a Morte em si e talvez por isso eu lute tanto pra deixar minha mara, mesmo sabendo que mais hora menos hora ela também será totalmente esquecida.

  • osvaldo  On 18/11/2010 at 19:50

    A medida que vivemos aos poucos vamos morrendo.Tudo tem o seu começo meio e fim …somos constituidos de matéria…ou seja constituido de células que pouco a pouco vai envelhecendo….é triste saber que um dia tudo vai acabar…como podemos dormir sabendo que um dia morreremos?Sabendo que pessoas que amamos vão morrer…isto é triste …ciclo da vida…como gostaria de pular esta etapa.Creio que um dia o homem será metade máquina e metade robô.Tudo bem que isto esta longe mas podemos sonhar…é pelo fato devemos usar a palavra (carpediem)constantemente pois significa:aproveite o dia de hoje…bjusss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: